Em cartaz: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos e Onde Habitam

(dirigido por David Yates | Reino Unido/ EUA, 2016)
Nota: ★★★★★★★★☆☆ [8]

Finalmente consegui assistir a Animais Fantástico e Onde Habitam. Quero deixar logo claro que: a) não sou fã de Harry Potter (não por não gostar, e sim por não ter lido todos os livros ou visto todos os filmes da saga. Não tenho nada contra e até pretendo ver todos os filmes em breve) b) mesmo assim, as expectativas eram altas e c) só o que me deixava insegura era a J.K Rowling como roteirista. O filme está em 1º lugar nas bilheterias do Brasil e eu não queria deixar de conferir essa aventura ainda nos cinemas.

Mas, vamos ao filme:

O jovem Newt chega a Nova York com sua mala mágica cheia de criaturas fantásticas. Mas, depois de uma confusão com o aspirante a padeiro Kowalski, alguns dos bichinhos acabam escapando. Isso pode expor a comunidade de bruxos a consequências sérias.

Como se trata de uma nova franquia, acredito algumas coisas (para mim, que sou leiga sobre o mundo J.K. Rowling) inexplicadas, certamente serão sanadas nos próximos filmes. O que vale ressaltar mesmo aqui é o carisma do Dan Fogler, que interpreta o desajeitado Kowalski. Aliás, o carisma que falta aos coprotagonista vividos por Eddie Redmayne e Katherine Waterston, respectivamente nos papéis de Newt e Tina, Fogler tem de sobra. Não é que Waterston esteja ruim. A atuação dela me pareceu bastante correta, exceto por uma certa falta de carisma na tela. E quando ao Eddie… Ah, Sr. Redmayne! Eu defendi tanto o seu Oscar e agora o senhor só me faz a mesma careta em todo filme. 🙁

960x410_58681fd484ebeca19c079368aa819ac6
Kowalski, Newt e Tina

Decidi relevar isso, pois a melhor surpresa foi o jeito da JK Rowling para roteirista (ela consegue realmente fazer um material coeso, onde mesmo quem não sabe quase nada de Hogwarts e afins conseguem embarcar na história). A direção de arte do filme também merece ser reverenciada, recriando a Nova York dos anos 1920 com maestria. Tudo isso também é muito ajudado pelos efeitos maravilhosos, realmente impressionantes. Com cores, formas e animação impecáveis, os animais de Newt ganham personalidade e são uma simpatia só (destaques para o Pelúcio e o Tronquilo)!

E aí, dá uma vontade danada de entrar naquela maleta também.

fantastic-beasts5
Os animais fantásticos de Newt
Roseana Marinho

Roseana Marinho

Publicitária, desde a adolescência apaixonada pela sétima arte, opina e debate sobre as obras cinematográficas. Ama literatura, astronomia e história e é tão eclética que faz ballet clássico e kung fu. Nas horas vagas, além dos filmes, também vê muitas séries.

roseanam has 30 posts and counting.See all posts by roseanam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *